COVID-19: Prorrogação dos prazos de receitas de medicamentos e autorizações.

31 de maro de 2020 - 15:29

Seguindo orientações dos órgãos de saúde e priorizando a segurança e a prevenção mediante a pandemia do novo coronavírus, informamos que o comitê de crise do Eletros-Saúde está se reunindo, diariamente, para definir novas ações adequadas à evolução da situação no país.

Desta forma, adotamos novas medidas contingenciais, a seguir: 

Receitas de Medicamentos:

Neste momento e em caráter excepcional devido à pandemia do COVID-19, a validade das receitas de medicamentos foi prorrogada, tanto para compras através do programa ePharma, quanto pela rede de livre escolha. Confira, a seguir, os novos prazos:

  • Receitas com validade de 90 dias: prazo prorrogado por mais 90 dias.
  • Receitas de medicamentos de uso contínuo ou prolongado, com validade de 180 dias: prazo prorrogado por mais 90 dias.

Orientamos que, para a compra de medicamentos prescritos pelo seu médico, neste momento você utilize, preferencialmente, o programa ePharma do Eletros-Saúde, oferecido aos beneficiários dos planos Eletros-Saúde Assistidos, Eletros-Saúde Cepel, Eletros-Saúde Eletrobras e Eletros-Saúde Fundação. O ePharma é aceito nas principais farmácias do Brasil, clique aqui para mais informações sobre o programa.

Autorizações:

  • O Eletros-Saúde permanece com suas rotinas operacionais, garantindo a continuidade da assistência. Neste sentido, se mantém cadastrando todas as solicitações recebidas.
  • Consultas, exames ou cirurgias que não se enquadrem em casos de urgência e emergência, deverão ser adiados.
  • Nos casos em que houver a necessidade de revalidação de senha, basta que o beneficiário e/ou prestador credenciado envie um e-mail para autorizacaomedica@eletros.com.br, e sua demanda será então avaliada pela Regulação Médica do Eletros-Saúde.

Evite o pânico, a informação é a melhor aliada para prevenir novos diagnósticos de coronavírus e o Eletros-Saúde continuará a mantê-los informados sobre quaisquer outros procedimentos que possam vir a ser adotados para a contenção do COVID-19.