O Cuidado começa pela boca! No dia mundial da saúde oral, aprenda dicas para ter uma boa higiene bucal!

A boca está presente em grande parte das ações do dia a dia, mas nem sempre recebe a atenção e o cuidado devidos. Falar, comer, beijar, respirar... Tudo está diretamente ligado ao órgão que, em muitos casos, é esquecido. Para tentar contornar essa situação de negligência com os cuidados bucais, em 2007, durante a reunião da Federação Dentária Internacional (FDI), foi instituído o Dia Mundial da Saúde Oral - 20/03.

A intenção da data é fazer a população entender a importância da saúde bucal para a saúde como um todo, uma vez que cuidar da boca é fator fundamental para ter uma vida longeva e repleta de bem-estar. O Dia Mundial da Saúde Oral busca reduzir a incidência de doenças bucais, estimulando que governos e instituições promovam campanhas de conscientização sobre o tema.

Quer saber como cuidar bem da saúde da boca e evitar o surgimento de doenças? Acompanhe as informações abaixo!

 

Fatores agravantes

 

Existem fatores de risco que facilitam o aparecimento de doenças e dificultam o controle dos problemas bucais. São eles:

  • Consumo de álcool
  • Escovação inadequada
  • Má Alimentação (dieta rica em gorduras, consumo excessivo de sal e açúcar)
  • Tabagismo

 

Doenças orais comuns

 

Cerca de 90% da população terá alguma doença bucal ao longo da vida, segundo a FDI - Federação Dentária Internacional. A informação é alarmante, mas a dificuldade de acesso a cuidados bucais ajuda a entender melhor esse dado: somente 60% das pessoas têm a oportunidade de cuidar da saúde oral.

Confira os problemas bucais mais comuns:

  • Cárie: desintegração do dente provocada pela higiene inadequada, ingestão de doces e carboidratos ou, ainda, por complicações de outras doenças que diminuem a quantidade de saliva na boca. (Ex.: pessoas em tratamento quimioterápico ou radioterápico para o câncer);
  • Lesões bucais e aftas: inchaços, manchas ou feridas na boca, língua ou lábios. Podem ser provocadas por herpes labial, candidíase e próteses mal ajustadas;
  • Mau hálito: tem várias causas, dentre elas: higiene bucal inadequada, gengivite, ingestão sem moderação de alimentos como tabaco e produtos alcoólicos; boca seca (causada por certos medicamentos, por distúrbios ou por menor produção de saliva); doenças como câncer, diabetes, problemas com o fígado e rins. Além desses fatores, as papilas gustativas da língua podem formar placas bacterianas esbranquiçadas, a chamada saburra lingual, que são a principal causa do mau hálito;
  • Gengivite: inflamação da gengiva provocada pela placa bacteriana;
  • Placa bacteriana: é o conjunto de bactérias que colonizam a cavidade bucal. A placa bacteriana fixa-se principalmente nos locais de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície dos dentes de trás, provocando cáries e formação de tártaro;
  • Tártaro: é o endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes.

 

Como tratá-las

 

Para prevenir a incidência dessas doenças, especialistas na área de saúde bucal recomendam que a escovação dos dentes seja feita ao menos duas vezes ao dia, com atenção especial à hora antes de dormir.

A utilização de fio dental e a limpeza da língua são fundamentais para eliminar a placa bacteriana e, consequentemente, o mau hálito. A escova precisa ser trocada a cada três meses e é importante estar atento a próteses dentárias mal ajustadas. Por isso, é imprescindível fazer visitas regulares ao dentista.

Evitar a ingestão excessiva de sal, açúcar e o consumo de cigarro e bebidas alcoólicas também são importantes aliados na prevenção das doenças orais. Tenha sempre atenção redobrada aos sinais da boca, já que ela reflete a saúde do corpo como um todo. Diante do aparecimento de sintomas, procure um dentista.

A Eletros-Saúde pode ajudar você a cuidar da sua saúde oral!  Já conhece nossos planos odontológicos?  Acesse nosso portal www.eletrossaude.com.br/planos e confira!

 

Fontes:

 

  • https://www.sicideto.org.br/noticia-614

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no site. Ao utilizar o www.eletrossaude.com.br você estará de acordo com os critérios de monitoramento dos cookies. Para ter mais informações como isso é feito, acesse a Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

Todos os direitos reservados © 2016.
Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS - N° 31390-4