Estelionato em hospitais: saiba como evitar o golpe

22 de setembro de 2015 - 10:32

Um golpe aplicado em parentes de pacientes internados em hospitais e clínicas vem causando revolta pela covardia da ação. Os estelionatários se aproveitam da fragilidade do momento e se passam por médicos ou funcionários de hospitais para cobrar valores exorbitantes sobre medicamentos ou procedimentos, supostamente emergenciais ao tratamento e não cobertos pelos planos de saúde. Já foram registrados casos em entidades particulares e públicas de saúde em todo o País, inclusive em usuários do Eletros-Saúde.

Como o golpe ocorre
O criminoso entra em contato, por telefone, com alguém próximo ao paciente, geralmente em um horário no qual não é permitida a visita. Em seguida, ele o alerta sobre a piora do quadro clínico do enfermo, criando a necessidade da compra de medicamentos ou realização de procedimentos médico (como exames ou cirurgia), informam que não são cobertos ou que demandaria uma autorização prévia do plano de saúde e que o quadro clínico do paciente não permite aguardar. O golpe é concluído quando as vítimas depositam o valor pedido na conta corrente informada pelo suposto médico.

Acesso aos dados
Para legitimar o contato, os estelionatários apresentam dados pessoais dos pacientes, como plano de saúde contratado, nome completo, números de documentos e até informações bancárias. Investigações da Polícia Civil para os casos já relatados pela mídia apontam a ação de crackers (pessoas com conhecimentos de informática e programação que praticam atos ilegais) e a facilitação de funcionários dos hospitais (por despreparo ou cumplicidade) para o vazamento de informações.

Conscientização
Devido ao fato ocorrido com um de nossos usuários, o Eletros-Saúde reforça que qualquer paciente internado ou em atendimento de emergência não precisa requerer autorização prévia para realizar nenhum procedimento e que não existe a prática de depósito em conta corrente como cobrança de serviços ou medicamentos.

Se for percebida uma possível situação de estelionato, o paciente deve entrar em contato imediatamente com o Eletros-Saúde através dos telefones: (21) 2138-6000 ou via Plantão Assistencial da Fabes, caso o contato ocorra fora do horário comercial, pelo telefone (21) 99464-7255.

Conheça alguns casos publicados na mídia (de não usuários do Eletros-Saúde)

http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-02-27/familia-de-paciente-internado-em-hospital-e-vitima-de-golpe-por-telefone.html

http://wp.clicrbs.com.br/visor/2015/09/13/quadrilhas-aplicam-golpe-em-pacientes-e-familiares-usando-nome-de-hospitais/?topo=67,2,18,,,67

http://vejasp.abril.com.br/materia/gangue-aplica-golpes-em-hospitais-particulares/


http://www.tribunadepetropolis.net/Tribuna/index.php/class/19872-quadrilha-aplica-golpe-em-familiares-de-pacientes-internados-em-uti.html

http://www.parana-online.com.br/editoria/cidades/news/716021/?noticia=QUADRILHA+TENTA+ENGANAR+PACIENTES+EM+HOSPITAL

Categorias:

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no site. Ao utilizar o www.eletrossaude.com.br você estará de acordo com os critérios de monitoramento dos cookies. Para ter mais informações como isso é feito, acesse a Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

Todos os direitos reservados © 2016.
Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS - N° 31390-4