Junho Vermelho e o que você precisa saber para doar sangue.

Criado em 2014, a Campanha Junho Vermelho quer alertar a população brasileira sobre uma certeza: sangue não se compra, não se fabrica e, mais do que isso, qualquer um pode precisar dele. Fundamental para os bancos de sangue que, nos meses de frio enfrentam uma redução em torno de 30% em seus estoques, a ação faz referência, ainda, ao Dia Mundial do Doador de Sangue (14/06).

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que o percentual de doadores de sangue em um país corresponda de 3,5% a 5% de sua população total. Entretanto, o índice de doadores regulares no Brasil não ultrapassa os 2%. Se pensarmos que uma única doação de sangue carrega o poder de salvar outras 4 vidas em situação de risco - pois o material coletado é separado em diferentes hemocomponentes que podem ser utilizados para tratar diferentes quadros clínicos - ao apoio à Campanha Junho Vermelho se imprescindível.

Confira abaixo o conteúdo selecionamos para você, com dúvidas frequentes sobre o processo de doação de sangue:

Quem pode doar sangue?

Toda pessoa em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo, mas é preciso:

  • Apresentação obrigatória de um documento oficial com foto;
  • Ter entre 18 e 69 anos;
  • Pesar mais de 50kg;
  • Ter boa saúde e boa condição física;
  • Não estar grávida ou amamentando;
  • Não estar resfriado;
  • Não ter historia de doença transmissível pelo sangue (Hepatite, Doença de Chagas, Sífilis, Aids e portadores do vírus HTLV I e II);
  • Não ter recebido imunização (vacina) recente;
  • Não fazer uso de drogas;
  • Não ter feito tatuagem e/ou piercing há menos de 12 meses;
  • Ter dormido bem à noite;
  • Não doar em jejum;
  • Não ter comportamento de risco para doenças transmissíveis pelo sangue;
  • Não comer no dia da doação alimentos gordurosos tais como: manteiga, queijo, margarina;
  • Outras condições serão avaliadas, individualmente, na triagem antes da doação;
  • Intervalo para doação: Mulheres três vezes por ano, com intervalo de 90 dias entre as doações. Homens quatro vezes por ano, com intervalo de 60 dias entre as doações.

Doar sangue é seguro?

Doar sangue não oferece riscos ao doador porque todo o material usado na coleta é descartável, eliminando assim qualquer possibilidade de contaminação de forma que a segurança na coleta de sangue é absoluta.

Quem doa sangue uma vez é obrigado a doar sempre?

Não. Doar sangue não cria dependência no organismo de quem está doando. É um ato voluntário e depende de cada um voltar a doar futuramente ou não, dentro do prazo mínimo estabelecido para homens e mulheres.

Doar sangue engrossa ou afina o sangue?

Ao doar, o seu sangue não sofre alteração nenhuma.

Qual é o tipo de sangue mais importante?

Todos. Não há tipo de sangue mais importante do que outros. Todos são importantes para salvar vidas.

O que é um doador voluntário?

É aquele que doa espontânea, altruísta e voluntariamente. A doação voluntária é anônima, não vinculada a quem irá receber o sangue doado por qualquer razão.

Participe! A sua doação representa a esperança de pessoas em condições delicadas de saúde.

Fonte: Movimento Eu Dou Sangue e CTA Medicina Transfusional  

 

Todos os direitos reservados © 2016.
Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS - N° 31390-4