Dia Mundial da Amamentação: Mais do que um ato de cuidado!

A amamentação é mais do que um ato de cuidado e amor: é também uma das formas mais bonitas e naturais de lutar contra a desnutrição infantil e de criar laços afetivos e emocionais com o novo bebê.

O Dia Mundial da Amamentação foi criado em 1992 para promover o aleitamento materno e a criação dos bancos de leite humano, que garantem uma melhor qualidade de vida para crianças de todo o país e do mundo. Há aquelas mães que não conseguem amamentar — seja qual for o motivo — e que recorrem a esses bancos.

Para angariar ainda mais doações, criou-se na mesma época, a Semana Mundial da Amamentação que ocorre anualmente em 120 países, entre os dias 1º e 07 de agosto.

O leite materno nutre e protege o organismo da criança de infecções. Por esse motivo, os pediatras o recomendam até os seis (6) meses de vida da criança. Após esse período, o indicado é seguir a orientação do seu médico sobre as possibilidades da inserção de uma complementação para reforçar a alimentação da criança.

Benefícios da amamentação

Os benefícios da amamentação natural são muitos. É por meio da amamentação que mãe e bebê estabelecem seu vínculo afetivo graças ao contato visual e do toque entre os dois.

Isso favorece não só o desenvolvimento físico, cognitivo e afetivo da criança, como também fortalece os laços emocionais com o bebê, acelera a recuperação pós-parto, previne a anemia e reduz a probabilidade do desenvolvimento do câncer de mama e ovários.  

Durante o período de aleitamento, as taxas de determinados hormônios que favorecem o desenvolvimento de câncer de mama caem na mulher. Além disto, alguns processos que ocorrem na amamentação promovem a eliminação e renovação de células que poderiam ter lesões no material genético, diminuindo assim as chances de câncer de mama na mulher. Além de proteger o bebê, há muitos benefícios para a mãe, por isso é tão importante amamentar.

Por meio da amamentação, muitas mães também conseguem perder peso durante a gestação. Para a criança, é no leite materno que ela encontra os anticorpos fundamentais para protegê-la no início da vida de diversas infecções e riscos de alergia.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as vantagens a longo e médio prazo incluem ainda uma menor pressão arterial nas crianças que são amamentadas, menores níveis de colesterol e uma redução do risco de desenvolver obesidade e diabetes do tipo 2.

Dicas para um bom aleitamento

Confira algumas dicas que reunimos para você realizar um aleitamento tranquilo e que possibilite um melhor aproveitamento da produção de leite. 

  • A amamentação deve ser feita sob livre demanda, ou seja, quando e quantas vezes quiser. Em geral, bebês recém-nascidos mamam de oito a 12 vezes por dia. 
  • Espere o bebê esvaziar completamente uma mama antes de oferecer a outra, e, na mamada seguinte, oferecer o peito em que o bebê mamou por último. Dessa forma, você garante que os dois peitos sejam bem esvaziados e garante uma melhor produção de leite. 
  • Descubra qual é o ritmo do seu bebê para melhor se adaptar a ele. 
  • O prazo de validade do leite extraído é de 12 horas se guardado na geladeira, e de 15 dias se estocado no freezer ou congelador. Na hora de descongelá-lo, coloque-o na geladeira para que ele descongele de forma natural. Depois disso, aqueça-o em banho-maria, nunca em micro-ondas. 
  • O leite materno descongelado tem duração de 3 horas e não pode ser congelado novamente.  

Não consigo amamentar, o que fazer?

Seja qual for o motivo, algumas mulheres não conseguem amamentar. Assim, os Bancos de Leite Humano funcionam como uma espécie de banco de sangue e são mantidos graças a mulheres que apresentam excesso de produção de leite na fase da amamentação e decidem por doá-lo a outras mães e crianças que não têm o suficiente. Dessa forma, os Bancos de Leite Humano garantem a qualidade de vida e sobrevivência de muitos bebês.

Conhece alguém que precisa ou pode doar?

Acesse https://rblh.fiocruz.br/doacao-de-leite-humano-0 e busque o Banco de Leite Humano e posto de coleta mais próximo!

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no site. Ao utilizar o www.eletrossaude.com.br você estará de acordo com os critérios de monitoramento dos cookies. Para ter mais informações como isso é feito, acesse a Política de Privacidade. Se você concorda, clique em ACEITO.

Todos os direitos reservados © 2016.
Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS - N° 31390-4